Sala cheia e emoção assinalam Cerimónia

O Salão Nobre do Palácio da Independência recebeu, no passado dia 30 de Maio a Cerimónia de Apresentação Oficial da Associação Comandante Carvalho Araújo.

Presentes neste evento estiveram diversas individualidades civis e militares, destacando-se Sua Excelência O Senhor Chefe de Estado-Maior da Armada, Almirante Macieira Fragoso, e a Dra. Ana Paula Pires em representação do Instituto de História Contemporânea que, na qualidade de oradores, saudaram a constituição da Associação Comandante Carvalho Araújo, salientando a sua relevância para a sociedade civil e militar.

Presentes nesta Cerimónia estiveram também diversos familiares do Comandante Carvalho Araújo e da guarnição do Navio-Patrulha “Augusto Castilho” que celebraram a constituição da A.C.C.A. com uma imensa alegria e emoção.

Foi uma sala cheia que presenciou o arrancar da Associação Comandante Carvalho Araújo e a emoção que se foi sentindo ao longo dos discursos era visível nos olhares das pessoas que escutavam atentamente as palavras proferidas.

30-5-2016-C

Durante o seu discurso o Presidente de Direcção da Associação Comandante Carvalho Araújo falou sobre o desafio que foi aceitar este cargo de tanta responsabilidade:

“No início do presente mês, quando me encontrei pela primeira vez com a senhora Ana Guerreiro, bisneta do Comandante José Botelho de Carvalho Araújo, e ela me convidou para presidir a Direção da Associação, perguntando se teria disponibilidade para tal, foi algo com que não contava. Talvez por despreocupação minha e por me encontrar há já mais de cinco anos afastado da efetividade do serviço na Marinha. Não pude deixar de lhe responder que tinha acabado de assumir um compromisso que me iria limitar ainda mais a minha já reduzida disponibilidade temporal, mas que, no entanto, iria ser muito difícil dizer que não à sua proposta.”

O facto de pertencer ao Curso de Oficiais de 1979 que tem como Patrono o Comandante Carvalho Araújo foi algo que pesou na sua decisão, disse o Presidente de Direcção:

“Para além do que para mim significa “Carvalho Araújo”, como exemplo e elemento simbólico agregador de um grupo de camaradas com quem partilhei um período único da minha vida, repleto de gratas e especiais recordações, enquanto cadete e aspirante da Escola Naval, percebi muito claramente nas suas palavras o quanto dela ela punha, e estava disposta a colocar, neste projeto.”

Cmdt. Vale Matos, presidente da direção da A.C.C.A.
Cmdt. Vale Matos, presidente da direção da A.C.C.A.

Ana Guerreiro, bisneta do Comandante Carvalho Araújo, explicou como tudo começou.

“Desde pequena, sempre me habituei a ouvir histórias que a minha avó e o meu pai me contavam. Não seria portanto, de estranhar, que, ao contrário dos meus amigos, eu tivesse um herói muito real.

Foi este Herói que me inspirou, que me guiou e me fez encontrar o caminho. Cada detalhe novo sobre a sua vida era uma nova inspiração. E essa inspiração foi crescendo até se tornar num projecto de vida. Este é o meu projecto de vida.”

Visivelmente emocionada, Ana Guerreiro fez questão de mencionar a importância dos Heróis e do amor à Pátria.

Queremos contribuir para enaltecer o nosso país enquanto nação. Queremos mostrar aos jovens de hoje e do amanhã que podem e devem orgulhar-se de serem portugueses. Portugal é apelidado muitas vezes enquanto “país de poetas”: Os Lusíadas são a prova viva de que somos um país de heróis!”

Ana Guerreiro, bisneta do Cmdt. Carvalho Araújo.
Ana Guerreiro, bisneta do Cmdt. Carvalho Araújo.

Retomando a palavra o Presidente de Direcção focou o seu discurso sobretudo na missão e valores da Associação:

“Pretendemos uma Associação de atitude aberta à diferença, novidade e mudança, acolhendo e estimulando a riqueza inerente à diversidade. Não uma Associação focada em posições fechadas, mas sim em valores e interesses partilhados. Que não acabe na Pátria, mas parta dela para outros mundos; pois que para melhor nos relacionarmos com os outros é bom que comecemos por nos conhecer a nós próprios e que nos sintamos bem com isso. Reconhecendo as nossas forças e margens para progresso. Sabendo e aceitando que somos uma Associação pequena, talvez apenas uma gota de água, mas que muitas gotas de água ligadas formam oceanos.

Tudo isto é na essência aquilo que pretendemos que esteja na base da ação da Associação Cte Carvalho Araújo. Cidadania, Dignidade, Integridade, Lealdade e Solidariedade, como valores. Abertura, Diversidade e Agregação de Forças como orientação para ação.”

13350485_1141662662553300_1885725480387017503_o
Discurso de Sua Exª. o Senhor Chefe de Estado-Maior da Armada, Almirante Macieira Fragoso

O Presidente de Direcção findou o seu discurso, agradecendo a todos aqueles que fizeram questão de estar presentes nesta Cerimónia.

A Dra. Ana Paula Pires fez questão de ressalvar a importância de Associações como esta para ajudarem a engrandecer a nossa História e possibilitar que as gerações futuras possam conhecer melhor as figuras que dela fizeram parte. Referiu Carvalho Araújo como um exemplo não só a nível militar mas também como Jornalista e Político.

A questão da Pátria e da nossa História foi também focada pelo Almirante Macieira Fragoso, Chefe de Estado-Maior da Armada que saudou a iniciativa, enalteceu o valor cívico da Associação e falou de Carvalho Araújo como uma referência para a Marinha e para o nosso país.

 

A Cerimónia encerrou após um Porto de Honra, onde foi brindada a ocasião por todos aqueles que a dignificaram com a sua presença.

 

30-5-2016-B

Deixe uma resposta